E Maria disse: Minha alma glorifica ao Senhor, Meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador,porque olhou para sua pobre serva. Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso e cujo nome é Santo. (Lc 1,47-49)

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz

1O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu.
2Fizeste crescer a alegria e aumentaste a felicidade; todos se regozijam em tua presença, como alegres ceifeiros na colheita, ou como exaltados guerreiros ao dividirem os despojos.
3Pois o jugo que oprimia o povo, — a carga sobre os ombros, o orgulho dos fiscais — tu os abateste como na jornada de Madiã.
4Botas de tropa de assalto, trajes manchados de sangue, tudo será queimado e devorado pelas chamas.
5Porque nasceu para nós um menino, foi-nos dado um filho; ele traz aos ombros a marca da realeza; o nome que lhe foi dado é: Conselheiro admirável, Deus forte, Pai dos tempos futuros, Príncipe da paz.
6Grande será o seu reino e a paz não há de ter fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reinado, que ele irá consolidar e confirmar em justiça e santidade, a partir de agora e para todo o sempre. O amor zeloso do Senhor dos exércitos há de realizar essas coisas.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

sábado, 18 de dezembro de 2010

Quarto domingo do Advento-Ano A

18A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. 19José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria, em segredo.
20Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. 21Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo de seus pecados”.
22Tudo isso aconteceu para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: 23“Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco”.
24Quando acordou, José fez como o anjo do Senhor havia mandado e aceitou sua esposa.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
-24)
Evangelho (Mateus 1,18-24)

domingo, 28 de novembro de 2010

1º Domingo do Advento

Naquele tempo, Jesus disse aos seus discípulos: 37“A vinda do Filho do Homem será como no tempo de Noé. 38Pois nos dias, antes do dilúvio, todos comiam e bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. 39E eles nada perceberam, até que veio o dilúvio e arrastou a todos. Assim acontecerá também na vinda do Filho do Homem.
40Dois homens estarão trabalhando no campo: um será levado e o outro será deixado. 41Duas mulheres estarão moendo no moinho: uma será levada e a outra será deixada.
42Portanto, ficai atentos, porque não sabeis em que dia virá o Senhor.
43Compreendei bem isto: se o dono da casa soubesse a que horas viria o ladrão, certamente vigiaria e não deixaria que a sua casa fosse arrombada.
44Por isso, também vós ficai preparados! Porque, na hora em que menos pensais, o Filho do Homem virá”.

Evangelho (Mateus 24,37-44)

domingo, 21 de novembro de 2010

Jesus Cristo Rei do Universo

Naquele tempo, 35os chefes zombavam de Jesus dizendo: “A outros ele salvou. Salve-se a si mesmo, se, de fato, é o Cristo de Deus, o Escolhido!”
36Os soldados também caçoavam dele; aproximavam-se, ofereciam-lhe vinagre, 37e diziam: “Se és o rei dos judeus, salva-te a ti mesmo!”
38Acima dele havia um letreiro: “Este é o Rei dos Judeus”.
39Um dos malfeitores crucificados o insultava, dizendo: “Tu não és o Cristo? Salva-te a ti mesmo e a nós!”
40Mas o outro o repreendeu, dizendo: “Nem sequer temes a Deus, tu que sofres a mesma condenação? 41Para nós, é justo, porque estamos recebendo o que merecemos; mas ele não fez nada de mal”. 42E acrescentou: “Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no teu reinado”.
43Jesus lhe respondeu: “Em verdade eu te digo: ainda hoje estarás comigo no Paraíso”.

Evangelho (Lucas 23,35-43)

domingo, 14 de novembro de 2010

33º Domingo do Tempo Comum

Naquele tempo, 5algumas pessoas comentavam a respeito do Templo que era enfeitado com belas pedras e com ofertas votivas.
Jesus disse: 6“Vós admirais estas coisas? Dias virão em que não ficará pedra sobre pedra. Tudo será destruído”.
7Mas eles perguntaram: “Mestre, quando acontecerá isto? E qual vai ser o sinal de que estas coisas estão para acontecer?”
8Jesus respondeu: “Cuidado para não serdes enganados, porque muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Sou eu!’ e ainda: ‘O tempo está próximo’. Não sigais essa gente! 9Quando ouvirdes falar de guerras e revoluções, não fiqueis apavorados. É preciso que estas coisas aconteçam primeiro, mas não será logo o fim”.
10E Jesus continuou: “Um povo se levantará contra outro povo, um país atacará outro país. 11Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em muitos lugares; acontecerão coisas pavorosas e grandes sinais serão vistos no céu.
12Antes, porém, que estas coisas aconteçam, sereis presos e perseguidos; sereis entregues às sinagogas e postos na prisão; sereis levados diante de reis e governadores por causa do meu nome. 13Esta será a ocasião em que testemunhareis a vossa fé.
14Fazei o firme propósito de não planejar com antecedência a própria defesa; 15porque eu vos darei palavras tão acertadas, que nenhum dos inimigos vos poderá resistir ou rebater. 16Sereis entregues até mesmo pelos próprios pais, irmãos, parentes e amigos. E eles matarão alguns de vós.
17Todos vos odiarão por causa do meu nome. 18Mas vós não perdereis um só fio de cabelo da vossa cabeça.
19É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida!

Evangelho (Lucas 21,5-19)

domingo, 7 de novembro de 2010

SOLENIDADE DE TODOS OS SANTOS

Naquele tempo, 1vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, 2e Jesus começou a ensiná-los:
3“Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus.
4Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados.
5Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra.
6Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
7Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
8Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus.
9Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus.
10Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus.
11Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e, mentindo, disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim. 12aAlegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus”.

Evangelho (Mateus 5,1-12a)

sábado, 30 de outubro de 2010

31º Domingo do Tempo Comum

Naquele tempo, 1Jesus tinha entrado em Jericó e estava atravessando a cidade. 2Havia ali um homem chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores de impostos e muito rico.
3Zaqueu procurava ver quem era Jesus, mas não conseguia, por causa da multidão, pois era muito baixo. 4Então ele correu à frente e subiu numa figueira para ver Jesus, que devia passar por ali. 5Quando Jesus chegou ao lugar, olhou para cima e disse: “Zaqueu, desce depressa! Hoje eu devo ficar na tua casa”.
6Ele desceu depressa, e recebeu Jesus com alegria.
7Ao ver isso, todos começaram a murmurar, dizendo: “Ele foi hospedar-se na casa de um pecador!”
8Zaqueu ficou de pé, e disse ao Senhor: “Senhor, eu dou a metade dos meus bens aos pobres, e se defraudei alguém, vou devolver quatro vezes mais”.
9Jesus lhe disse: “Hoje a salvação entrou nesta casa, porque também este homem é um filho de Abraão. 10Com efeito, o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido”.

Evangelho (Lucas 19,1-10)Evangelho (Lucas 19,1-10)

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

sábado, 16 de outubro de 2010

Mas o Filho do homem, quando vier, será que ainda vai encontrar fé sobre a terra?”

Naquele tempo, 1Jesus contou aos discípulos uma parábola, para mostrar-lhes a necessidade de rezar sempre, e nunca desistir, dizendo:
2”Numa cidade havia um juiz que não temia a Deus, e não respeitava homem algum. 3Na mesma cidade havia uma viúva, que vinha à procura do juiz, pedindo: ‘Faze-me justiça contra o meu adversário!’
4Durante muito tempo, o juiz se recusou. Por fim, ele pensou: ‘Eu não temo a Deus, e não respeito homem algum. 5Mas esta viúva já me está aborrecendo. Vou fazer-lhe justiça, para que ela não venha a agredir-me!’”
6E o Senhor acrescentou: “Escutai o que diz este juiz injusto. 7E Deus, não fará justiça aos seus escolhidos, que dia e noite gritam por ele? Será que vai fazê-los esperar?
8Eu vos digo que Deus lhes fará justiça bem depressa. Mas o Filho do homem, quando vier, será que ainda vai encontrar fé sobre a terra?”


Evangelho (Lucas 18,1-8)

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Salva meu povo, eis o meu desejo.

No segundo dia, bebendo vinho, disse ainda o rei a Ester: Qual é teu pedido, rainha Ester? Será atendido. Que é que desejas? Fosse mesmo a metade de meu reino, tu obterias.
3. A rainha respondeu: Se achei graça a teus olhos, ó rei, e se ao rei lhe parecer bem, concede-me a vida, eis o meu pedido; salva meu povo, eis o meu desejo.

Est 7,2-3

sábado, 9 de outubro de 2010

“Jesus, Mestre, tem compaixão de nós!”

11Aconteceu que, caminhando para Jerusalém, Jesus passava entre a Samaria e a Galileia. 12Quando estava para entrar num povoado, dez leprosos vieram ao seu encontro. Pararam à distância, 13e gritaram: “Jesus, Mestre, tem compaixão de nós!”
14Ao vê-los, Jesus disse: “Ide apresentar-vos aos sacerdotes”.
Enquanto caminhavam, aconteceu que ficaram curados. 15Um deles, ao perceber que estava curado, voltou glorificando a Deus em alta voz; 16atirou-se aos pés de Jesus, com o rosto por terra, e lhe agradeceu. E este era um samaritano.
17Então Jesus lhe perguntou: “Não foram dez os curados? E os outros nove, onde estão? 18Não houve quem voltasse para dar glória a Deus, a não ser este estrangeiro?” 19E disse-lhe: “Levanta-te e vai! Tua fé te salvou”.


Evangelho (Lucas 17,11-19)

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Celebridades em alta nas eleições de 2010

As celebridades do Brasil resolveram sair dos seus respectivos âmbitos de trabalho para serem representantes “leais” do povo brasileiro. A migração dos novos parlamentares vem de várias áreas do entretenimento como música, humor, reality shows, esporte dentre outros. Vou escrever esse texto abordando somente os candidatos que eram artistas da música, e agora resolveram trilhar o caminho da vida pública, na expectativa de serem eleitos para dar alegria ao povo, agora de maneira bem diferente, mas com a mesma finalidade: ganhar mais dinheiro.
Os músicos foram aqueles que mais aderiram na “luta” pelo povo. Essa nova tendência do elo músico/político pode ter duas explicações: 1º devido ao crescimento inegável da pirataria no país, muitos cantores de nomes consagrados no mercado brasileiro deixaram de depositar sua confiança somente na venda de CDs e DVDs; 2º os artistas da música estão se aproveitando de um público já conquistado, e consequentemente, esses tenham usado o sentimento dos seus fãs para assim, concorrer com certa vantagem na disputa aos cargos públicos. 
Netinho di Paula (PCdoB) ex-cantor do grupo de pagode Negritude Júnior e ex-apresentador do programa “Domingo da Gente” da Record, foi o 3º vereador mais votado em São Paulo em 2008, agora já busca o Senado. O forrozeiro Frank Aguiar, recordista de votos a deputado em São Paulo, com nada mais que 144.797 votos, vai disputar a reeleição. A lista de cantores políticos pelo Brasil segue. O cantor brega Reginaldo Rossi (PDT), resolveu parar de reclamar com os garçons nas mesas de bares, e se candidatou a deputado estadual no Recife. Os irmãos Kiko e Leandro do grupo KLB, ambos do partido Democratas, perceberam que só falar de amor já não dava mais tanto dinheiro assim, dispensou o romantismo para um tentar uma vaga no federal e o outro no estadual.
Se alguém pensava que o funk ficaria de fora dessa nova tendência da nossa política se enganou. Tatiana dos Santos (PTC), conhecida como “Tati Quebra Barraco” também acredita que poderá ser capaz de dar sua contribuição na Câmara Federal. Sabemos que na polícia ela já deu várias contribuições, pois foi presa por infração de trânsito, por estar alcoolizada, enfim, mas nada que chegue aos pés de escândalos como dinheiro na cueca, ou na meia de certas pessoas, como temos visto e ouvido nos meios de comunicação.
Completando o time das cantoras e dançarinas do funk carioca, Suellen Mendes (PTC) conhecida como Mulher Pêra, e Cristina Célia, a Mulher Melão, também brigam pela gorda fatia do bolo do poder Legislativo. Aqui na Bahia a vereadora LeoKret (DEM) deu um beijo famoso em ACM Neto em plena Avenida sete, foi eleita em 2008 e acredita que também poderá ser deputada estadual no dia 3 de outubro. Entretanto, parece que os eleitores não aprovam essa nova tendência da política brasileira, em enquete ainda em andamento no Atarde Online mostrou que 57,59% de 7, 121 pessoas (votação computada até o dia 25/08, às 16h40) opinaram que os famosos só querem usar a política para aparecer e 21,79% acham que os compromissos de celebridade podem atrapalhar a agenda política. Apenas 11,21% dos que participaram da pesquisa acreditam em qualquer candidato com boas propostas e 9,41% acham que a fama não tem relação com o perfil político. 
Depois dessa lista, não me surpreenderia de modo algum quando Ivete Sangalo ou Bell Marques resolvessem se candidatar a algum cargo público. Muitos podem até dizer que isso seria improvável, mas se eles acharem que ainda não tem dinheiro suficiente para sobreviver e dar continuidade ao alto padrão de vida que levam, a política é uma boa garantia de dinheiro fácil e sem fiscalização adequada. Em tempos de vacas gordas, todos são convidados a de vez em quando dar uma boa mamada nessa Pátria Mãe Gentil chamada Brasil! 

Por Uilson Vitor

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

De que forma está sua vida social?

Vamos fazer uma viagem pelo início da civilização? Para isso, teremos que nos transportar para a região conhecida como o berço da humanidade, a Mesopotâmia, região localizada entre os rios Tigre e Eufrates, no Oriente Médio. Aqui, as cidades surgiram a partir da agricultura. Alguns séculos antes de Cristo a melhor palavra para definir vida em grupo na Mesopotâmia era a partilha. Todos trabalhavam para suprir as necessidades básicas. Todos plantavam o alimento para juntos, colherem.
Para o bem ou para o mal, o poder do homem de revolucionar e modificar o espaço em que ele vive expandiu a agricultura e criou o comércio. Passaram a existir patrões e empregados. O dinheiro começava a exercer domínio sobre relações sociais, iniciando por sua vez, conflitos, disputa pelo poder e as necessidades que antes eram básicas, passam a ganhar novas proporções.
Voltando para uma realidade muito mais dura, a Mesopotâmia deu lugar ao atual Iraque, local conhecido pelos constantes conflitos territoriais e religiosos. Chegando mais perto do que conhecemos sobre a socialização de pessoas, aqui no Brasil e em várias partes do mundo, a vida social está cada vez menos frequente. A luta agora é contra os vícios gerados pelas novas formas de comunicar. Encontros pessoas estão sendo substituídos por encontros virtuais e as correspondências não atravessam a tela do computador. Milhares de pessoas se comunicam sem nunca terem se visto pessoalmente, nem sequer conhecem a voz do outro pelo telefone.
O antigo e maravilhoso ato de colocar a cadeira na porta de casa e papear com os vizinhos já não é mais visto pelas novas gerações. As pessoas estão evoluindo de acordo com as mudanças que lhes são impostas, mas muito bom seria se conseguíssemos resgatar aquelas sensações do passado e carregá-las através do tempo.
Por mais maravilhosa que seja as ferramentas digitais, capazes de nos fazer enxergar tudo o que existe no mundo, através apenas do computador, não há mal nenhum, muito pelo contrário, faz um bem enorme a relação face a face. Uma boa conversa, um encontro com amigos e horas de risadas são capazes de salvar vidas, pode acreditar.

Por Milena Brasil

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Sugestões de como ler a Bíblia:

1. Se você não tiver uma Bíblia, adquira uma em livrarias católicas. As versões comercializadas por livrarias evangélicas são incompletas quanto ao Antigo Testamento (faltam 7 livros e alguns trechos de Ester e Daniel). Além disso, compre também um comentário bíblico para ajudá-lo durante a leitura.

2. Se você resolver dedicar 15 minutos diários, use 5 minutos para leitura e 10 minutos para o estudo.

3. Antes de começar sempre ore: "Espírito Santo: Tu inspiraste estas palavras. Ilumina a minha mente para que eu possa compreendê-las. Vem, Espírito Santo, ilumina o meu coração e o meu entendimento. Ajuda-me a reconhecer a Verdade eterna que preciso para agradar a Deus. Amém."

4. Selecione a leitura. Você pode seguir a sugestão da Igreja e fazer leituras selecionadas para o tempo litúrgico em que estiver (algumas Bíblias trazem essa seleção de textos em apêndice no final do volume) ou ler a Bíblia na forma sequencial, a partir do primeiro livro (caso seja essa a preferência, é aconselhado que a leitura comece pelo Novo Testamento, por ter um conteúdo mais leve e de mais fácil entendimento).

5. Leia com atenção cada versículo. Releia todo o texto mais uma ou duas vezes, para melhor entendimento.

6. Identifique-se com os personagens. Se estiver lendo os Evangelhos, coloque-se no lugar do sofredor Lázaro, por exemplo, ou no lugar de Mateus convidando Jesus para uma refeição. Ainda nas parábolas considere tudo o que Jesus fala como diretamente para você.

7. Leia também todas as notas de rodapé existentes na sua Bíblia: elas são importantes principalmente para os pontos mais complexos.

8. Ore ao terminar leitura. Peça ao Senhor para que fale ao teu coração.

9. Prossiga o estudo tomando nota das passagens que mais o tocam. Neste ponto, utilize o método do pe. Jonas Abib, dividindo as citações em cinco pontos:
· Promessas: é tudo aquilo que Deus promete àqueles que cumprem (ouvem e praticam) a Sua Palavra. São promessas em que podemos seguramente confiar. Ex.: "Onde dois ou três estão reunidos em meu nome, aí estou no meio deles" (Mt 18,20); v.tb.: Jo 1,12; Lc 11,13; Ef 6,8.
· Ordens: são os mandamentos que devemos obedecer durante a nossa vida, onde demonstramos a nossa fidelidade a Deus. Ex.: "Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado" (Jo 13,34); v.tb.: Mt 5,37; Mc 16,15; Lc 6,27-28.
· Princípios Eternos: são as leis que regem o Reino de Deus e não devem ser confundidos com as ordens. São os segredos do funcionamento do Reino. Ex.: "Para os puros, todas as coisas são puras. Para os corruptos e descrentes, nada é puro; até sua mente e consciência são corrompidas" (Tt 1,15); v.tb.: Lc 6,36; 18,14; 1Tm 6,7.
· Mensagem de Deus para Hoje: certamente Deus tem uma mensagem para você. Faça de maneira pessoal, com suas próprias palavras.
· Como Aplicar a Leitura na Vida: é a parte mais pessoal e mais concreta. Anote e coloque em prática tudo o que descobrir. É a maneira decisiva para mudar o comportamento (ser e agir) e o relacionamento com Deus.
10. Importante: Não caia no erro de querer ler somente a Bíblia sem a ajuda da Igreja, achando que pode interpretá-la de forma particular. Essa tese é protestante e anti-bíblica. Foi por causa disso que o sectarismo se instalou no mundo cristão, existindo hoje mais de 20.000 denominações - todas elas com mensagens "muito particulares" e distintas umas das outras.

Fonte http//:bibliacatolicaonline.com.br

terça-feira, 21 de setembro de 2010

A palavra de Deus é uma fonte inesgotável

Setembro é o mês em que os cristãos católicos comemoram o Dia da Bíblia (27), tida como a Sagrada Escritura. Nela percebemos uma imensidade de conteúdo histórico que contém dentre outros assuntos leis, promessas, ordens, princípios eternos, parábolas e palavras de amor. A Bíblia além de ser o primeiro livro impresso do mundo, também é o mais vendido. Seu valor é imensurável, por causar naqueles que acreditam em Deus uma sensação de acolhimento no decorrer de sua leitura. Uma coleção de 73 livros que destaca a vontade de Deus para com a humanidade.
A Bíblia foi escrita por homens inspirados em Deus com a ação do Espírito Santo. Para definir o conceito de inspiração, a igreja segue o que foi descrito por São Tomás de Aquino: "É a ação de Deus, movendo e dirigindo o autor na produção do livro, preservando-o de erros, de forma que é Deus o autor e o homem mero instrumento usado para escrever". São Tomás de Aquino propusera que Deus e o Homem estão presentes em toda a obra, um é o autor principal e o outro o autor secundário.
A Sagrada Escritura está dividida em duas partes: Velho Testamento e Novo Testamento. O Velho é composto de 46 livros que foram escritos a partir do séc. XV a.C. até o nascimento de Cristo. Contém a Lei de Deus dada a Moisés, a história do povo de Israel e suas reflexões, bem como a previsão da vinda do Messias, que se deu com a vinda de Jesus Cristo. E o Novo Testamento é formado por 27 livros que descrevem narrativas da vida de Cristo, desde o nascimento à ressurreição; a criação e a expansão da Igreja e documentos de formação do povo cristão.
A Bíblia é um instrumento que deve ser consultado diariamente, individualmente e/ou durante uma reunião em família. Ela não deve ser esquecida na sala, ou em qualquer vão da casa, aberta em um capítulo, tomando poeira e mudando de cor com o passar do tempo. A Sagrada Escritura merece destaque especial. Lembremos que é a palavra de Deus dirigida a todos nós.

Por Mônica Valle

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

10 Anos de Vida Religiosa da Ir Anna Graça. Confira algumas fotos!!!





Confira mais fotos no Site: http://www.santuariodecandeias.com.br

terça-feira, 14 de setembro de 2010

sábado, 11 de setembro de 2010

terça-feira, 7 de setembro de 2010

sábado, 4 de setembro de 2010

23º Domingo Comum

Naquele tempo, 25grandes multidões acompanhavam Jesus. Voltando-se, ele lhes disse: 26“Se alguém vem a mim, mas não se desapega de seu pai e sua mãe, sua mulher e seus filhos, seus irmãos e suas irmãs e até da sua própria vida, não pode ser meu discípulo. 27Quem não carrega sua cruz e não caminha atrás de mim, não pode ser meu discípulo.
28Com efeito, qual de vós, querendo construir uma torre, não se senta primeiro e calcula os gastos, para ver se tem o suficiente para terminar? Caso contrário, 29ele vai lançar o alicerce e não será capaz de acabar. E todos os que virem isso começarão a caçoar, dizendo: 30‘Este homem começou a construir e não foi capaz de acabar!’
31Ou ainda: Qual o rei que, ao sair para guerrear com outro, não se senta primeiro e examina bem se com dez mil homens poderá enfrentar o outro que marcha contra ele com vinte mil? 32Se ele vê que não pode, enquanto o outro rei ainda está longe, envia mensageiros para negociar as condições de paz.
33Do mesmo modo, portanto, qualquer um de vós, se não renunciar a tudo o que tem, não pode ser meu discípulo!

Evangelho (Lucas 14,25-33)

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Algumas fotos do VI Aviva Candeias!!!





Confira essas e mais fotos na galeria do Site e no Orkut da PASCOM!!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

sábado, 28 de agosto de 2010

22º Domingo Comum

1Aconteceu que, num dia de sábado, Jesus foi comer na casa de um dos chefes dos fariseus. E eles o observavam. 7Jesus notou como os convidados escolhiam os primeiros lugares. Então contou-lhes uma parábola:
8“Quando tu fores convidado para uma festa de casamento, não ocupes o primeiro lugar. Pode ser que tenha sido convidado alguém mais importante do que tu, 9e o dono da casa, que convidou os dois, venha te dizer: ‘Dá o lugar a ele’. Então tu ficarás envergonhado e irás ocupar o último lugar.
10Mas, quando tu fores convidado, vai sentar-te no último lugar. Assim, quando chegar quem te convidou, te dirá: ‘Amigo, vem mais para cima’. E isto vai ser uma honra para ti diante de todos os convidados. 11Porque quem se eleva, será humilhado e quem se humilha, será elevado”.
12E disse também a quem o tinha convidado: “Quando tu deres um almoço ou um jantar, não convides teus amigos, nem teus irmãos, nem teus parentes, nem teus vizinhos ricos. Pois estes poderiam também convidar-te e isto já seria a tua recompensa. 13Pelo contrário, quando deres uma festa, convida os pobres, os aleijados, os coxos, os cegos. 14Então tu serás feliz! Porque eles não te podem retribuir. Tu receberás a recompensa na ressurreição dos justos”.

Evangelho (Lucas 14,1.7-14)

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

sábado, 21 de agosto de 2010

21º Domingo Comum: Evangelho (Lucas 13,22-30)

Naquele tempo, 22Jesus atravessava cidades e povoados, ensinando e prosseguindo o caminho para Jerusalém. 23Alguém lhe perguntou: “Senhor, é verdade que são poucos os que se salvam?”
Jesus respondeu: 24“Fazei todo esforço possível para entrar pela porta estreita. Porque eu vos digo que muitos tentarão entrar e não conseguirão. 25Uma vez que o dono da casa se levantar e fechar a porta, vós, do lado de fora, começareis a bater, dizendo: ‘Senhor, abre-nos a porta!’
Ele responderá: ‘Não sei de onde sois’.
26Então começareis a dizer: ‘Nós comemos e bebemos diante de ti, e tu ensinaste em nossas praças!’
27Ele, porém, responderá: “Não sei de onde sois. Afastai-vos de mim, todos vós, que praticais a injustiça!’
28Ali haverá choro e ranger de dentes, quando virdes Abraão, Isaac e Jacó, junto com todos os profetas no Reino de Deus, e vós, porém, sendo lançados fora. 29Virão homens do oriente e do ocidente, do norte e do sul, e tomarão lugar à mesa no Reino de Deus. 30E assim há últimos que serão primeiros, e primeiros que serão últimos

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

A selvageria humana

Nos últimos dois anos vivenciamos episódios macabros em relação à violência, onde pessoas estão sujando suas mãos para cometerem crimes contra o outro buscando resolver seus problemas de forma mais rápida e eficaz. Casos de assassinatos covardes, de mulheres espedaçadas, corpos mutilados e desaparecidos, corpos jogados dentro do rio, túneis interditados violados por adolescentes inescrupulosos que atropelam e matam sem prestar socorro, polícia recebendo propina para alterar fatos… é lixo demais pra se conviver!
Situações famosas que cai sobre o colo dos brasileiros demonstrando uma nova e triste forma de se eliminar alguém. Esses são os casos de repercussão nacional, no entanto, bem perto de nós temos casos diferentes, mas o destino é o mesmo: ou alguém morre, ou você destrói a vida de alguém. Como se diferencia a dor de uma mãe famosa que perdeu seu filho em um túnel, de uma mãe que mora no município de Candeias no bairro do Ouro Negro que também perdeu seu filho com a doença da meningite tipo C? A dor é igual, mas a repercussão é bem diferente.
Certa vez ouvir uma frase que dizia: em meio à guerra tem sempre alguém chorando, em contrapartida, tem sempre alguém para vender o lenço e ganhar seu pão com a dor do próximo. Em meios a essas tragédias sociais e a visível falência da imprescindível instituição chamada família, muitas empresas patrocinadoras de canais lucram com o sofrimento alheio. Escândalos giram o capital. O sangue dessas vítimas garante o salário do juiz, do advogado, do repórter, do apresentador... São mais comerciais vistos, isto é, mais produtos vendidos. Mais empregos: Médios, policiais, coveiros, técnicos de áudio... Mais discursos políticos... Por falar em políticos, candeienses preparem seus ouvidos para escutar: “fulano não fez isso, Beltrano não fez aquilo”, todavia, o jovem Rafael (19) filho da mulher do Ouro Negro já morreu por falta da vacina que o governo do estado não encaminhou para região metropolitana. Iaí o que fazer?
O maior medo que tenho de tudo isso, é que os seres humanos estão se imunizando com esses fatos. Ninguém mais se surpreende com essas tristes ações, nem mesmo os próprios acusados de terem cometidos o cujo delito. O goleiro Bruno no último depoimento saiu rindo e dizendo que ainda vai rir muito de tudo isso, ameaçando ainda processar o estado por danos a sua imagem. Alexandre Nardoni não derramava uma lágrima sequer em meio ao desdobramento do assassinato de sua própria filha. O ex-namorado de Mercia jura que nada fez!
E para emplacar de vez o novo espírito selvagem de alguns muitos brasileiros, um cidadão resolve no longínquo município de Belfort Roxo, Rio de Janeiro, derramar dois litros de gasolina em cima do cavalo e atear fogo para se deslumbrar da real cena do animal agonizando até a morte para saciar sua sede de bel prazer. Ainda bem que o pobre cavalinho se salvou, foi apelidado como queimadinho, e o insolente que fez isso deve ter ganhado o apelido de “miseravão”, ou até mesmo, quem sabe, de animal sem colocar entre aspas.
Dizem que hoje em dia o brasileiro só derrama uma lágrima quando é partida de futebol. Se meu time for campeão, ótimo! O resto que se dane. Se o time for rebaixado para uma série inferior, o mundo acabou pra mim. Ao tentar explicar o porquê dessa nova tendência selvagem que o homem estar se tornando em pleno século XXI, diante de tudo isso que relatei, a resposta é bem simples: esqueceram Jesus de Nazaré!

Por Uilson Vitor

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Olhar além do que se vê

É engraçado como passamos despercebidos diante das maravilhas da natureza que estão visíveis aos nossos olhos, um sinal típico de pessoas modernas que têm seu tempo ocupado com muitas tarefas. Compreendo que às vezes é difícil perceber algo especial já que temos o tempo tão corrido, mas posso garantir que a vida se torna bem melhor quando damos valor aos belos e mínimos detalhes que nos são proporcionados, todos os dias e em todos os ambientes.
Semana passada faltou energia na cidade e por acaso era noite de lua cheia. Minha mãe ao dar uma olhada na rua para conferir o que estava se passando, viu uma luz esplendorosa no alto, iluminando a escuridão, abobada disse: “nunca vi a lua tão bonita assim!”. Pegou sua câmera e me pediu para filmar o espetáculo. Realmente, pensei, estava linda, digna de aplausos. Mas também avaliei que a lua tem sua fase cheia em todos os meses e poucas são as pessoas que param para contemplá-la.
O exemplo da lua é suficiente para refletirmos sobre o que realmente damos importância nesta vida. É um exemplo básico, mas poderíamos citar outros: a luz do sol nas manhãs ensolaradas; um jardim de belas flores na beira da estrada; um passarinho na janela de casa; uma revoada de pombos, ou o vento no inicio da tarde depois do almoço. O diferente é tão comum que às vezes não percebemos a beleza de uma árvore num caminho no qual passamos todos os dias.
Essas atrações fazem parte da vida, a gente opta sobre o que devemos fazer. Temos milhares de razões para sermos felizes sempre. A felicidade não depende das coisas nem das pessoas, mas no que há dentro de nós. No que conseguimos enxergar. Não adianta o sol ter um brilho intenso, ou a tarde estar maravilhosa. Se em nossa alma tiver qualquer cisco, não conseguiremos ver a beleza constante que há ao nosso redor. É necessário aprendermos a enxergar com os olhos do coração. Atentos também aos outros. Ao detalhe do olhar, do sorriso ou de um gesto, mesmo que seja mínimo, mas atencioso.

Por Mônica Valle

sábado, 14 de agosto de 2010

Vocação: Tudo por amor!!

Catecismo

Para tanto, de acordo com o Catecismo da Igreja, existem alguns tipos de vocação que possibilitam á entrega de nossa vida ao amor do pai, como a conhecida vocação da castidade, que significa a integração correta da sexualidade na pessoa e, com isso, a unidade interior do homem em seu ser corporal e espiritual. Fazer valer essa vocação não é fácil, mas como em todas elas o compromisso é fundamental. Há uma vocação que precisa ser praticada todos os dias e que nós enquanto seres humanos não damos o valor necessário, é a vocação para o amor. Deus, que criou o homem por amor, também o chamou para o amor, vocação fundamental e inata de todos nós. Pois o homem foi criado á imagem e semelhança de Deus, que é amor.
Ainda há a vocação da humanidade que consiste em manifestar a imagem de Deus e ser transformada à imagem do Filho único do Pai. Esta vocação implica numa dimensão pessoal, pois um é chamado a entrar na bem-aventurança divina, mas concerne também ao conjunto da comunidade humana. Há também os que exercem a vocação de leigos consagrados, que por sua própria vocação, procuram o Reino de Deus exercendo funções temporais e ordenando-as segundo Deus.

Tudo por amor

Toda a Igreja é apostólica na medida em que, por meio dos sucessores de S. Pedro e dos apóstolos, permanece em comunhão de fé e de vida com sua origem. Toda a Igreja é apostólica na medida em que é ‘enviada’ ao mundo inteiro; todos os membros da Igreja, ainda que de formas diversas, participam deste envio. Essa missão é chamada de vocação para o apostolado, a atividade que tende a estender o reino de Cristo a toda a terra.
A vocação para o matrimônio está inscrita na própria natureza do homem e da mulher, conforme descreve o livro de Gênesis: “Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a”. (Gn 1,28). O amor de Deus precisa ser semeado nas famílias para que a vocação seja cumprida.
E por fim, a Vocação Sacerdotal, que consiste naqueles que recebem o sacramento da Ordem e são consagrados para ser, em nome de Cristo, os pastores da Igreja. A Ordem é o sacramento graças ao qual a missão confiada por Cristo a seus Apóstolos continua sendo exercida na Igreja. São eles que ajudam com sua sabedoria a disseminar a semente do amor do pai na terra e levam consigo a certeza de um reino melhor, afim de que nos convertamos e acreditemos nas promessas de Deus.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A vocação como instrumento para seguir Cristo

Foi realizado no ultimo dia 25 de julho o Encontro Vocacional organizado pelas irmãs Franciscanas da Ordem dos Frades Menores, em Candeias, com o tema “A Alma Missionária”. O objetivo foi fazer com que os jovens refletissem sobre seu futuro e tomassem uma decisão; o encontro foi composto de orações, dinâmicas e a pregações de integrantes da Comunidade Verbo de Vida – situada em Lauro de Freitas. Durante as apresentações, foram abordados personagens bíblicos como Abraão e Samuel que, contemplados com uma obra de transformação, proclamaram as bem-aventuranças divinas.
Todos nós nascemos com uma vocação que Deus nos dá, de acordo com a nossa necessidade. Mas é necessário ouvir o que Ele nos fala quando fazemos a pergunta: Senhor, o que queres que eu faça? A nossa vocação é revelada através do Espírito Santo, na oração, do jejum, no anúncio do Evangelho, na Sagrada Eucaristia e, principalmente, através do Sacramento do Crisma. Pois através dele, somos capacitados para seguir nossa missão como construtores do reino de Deus.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Algumas fotos do 1º Abraço do Pai !!!!

Realizado no dia 08 de Agosto de 2010, o 1º Abraço do Pai contou com as participações especiais da Banda Alto Louvor e Pe Cleidimar Moreira.

Banda Alto Louvor


Pe Cleidimar Moreira


Confira essas e mais fotos no Site da Paróquia http://www.santuariodecandeias.com.br e no ORKUT da PASCOM.

sábado, 7 de agosto de 2010

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Novena em Honra a Nossa Srª Virgem dos Pobres

De 05 a 14 de Agosto
Na comunidade do Malembá!!!
As 19hs




ORAÇÃO À NOSSA SENHORA DOS POBRES

Ó Maria, Virgem dos Pobres, mãe de Deus e mãe da Igreja,
vós conheceis o projeto do Pai,
para todos homens e mulheres e sabeis o que Deus quer de mim.
Intercedei junto ao Senhor,
a fim de que eu siga os seus caminhos,
em verdadeira justiça e santidade.
Em vossas mãos mãe querida, eu consagro minha vida e inteiramente,
todo meu ser. Abençoai minha disposição de vos seguir.
Que, eu sempre, convosco possa dizer:
“Faça-se em mim, Senhor, segundo a vossa vontade”.
Amém.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Novenário em Honra a São Maximiliano!!

De 05 a 14 de Agosto
Na comunidade da Urbis II, Candeias-Ba
as 19hs!!!

“Ó Deus, que inflamastes São Maximiliano Maria Kolbe, presbítero e mártir, com amor à Virgem e lhe destes grande zelo pastoral e dedicação ao próximo, concedei-nos, por sua intercessão, que trabalhemos intensamente pela vossa glória no serviço ao próximo, para que nos tornemos semelhantes ao vosso Filho até a morte.”



Por Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

sábado, 31 de julho de 2010

Oração pelos sacerdotes

Senhor Jesus Cristo que, para
testemunhar-nos o vosso amor infinito, instituístes o sacerdócio
católico, a fim de permanecerdes entre nós, pelo ministério
dos padres, enviai-nos santos sacerdotes.

Nós vos pedimos por aqueles que estão conosco, à frente da nossa comunidade, especialmente pelo pároco da nossa paróquia: Frei Cristiano e nossos vigários: Frei Francisco e Frei Fernando

Pedimos pelos missionários que andam pelo mundo, enfrentando cansaço, perigos e dificuldades, para anunciar a Palavra da Salvação.

Pedimos pelos que se dedicam ao serviço da caridade, cuidando das crianças, dos doentes, dos idosos e de todos os que sofrem e estão desamparados.
Pedimos por todos aqueles que estão a serviço do vosso Reino de justiça, de amor e de paz, seja ensinando, abençoando ou administrando os sacramentos da salvação.
Amparai e confortai, Senhor, aqueles que estão cansados e desanimados, que sofrem injustiças e perseguições pelo vosso nome ou que se sentem angustiados diante dos problemas.
Fazei que todos sintam a presença do vosso amor e a força da vossa Providência. Amém.


sexta-feira, 30 de julho de 2010

Vem aí o 1º ABRAÇO DE PAI !!!!

No dia 08 de Agosto de 2010
Na casa da Cultura, Candeias-Ba
A partir das 15hs
Com participação Especial do Pe Cleidimar Moreira e Banda Alto Louvor
( Com. SHALOM)
Ingressos apenas R$ 10,00


quinta-feira, 29 de julho de 2010

quarta-feira, 28 de julho de 2010

terça-feira, 27 de julho de 2010

ATUALIDADES: Jovens entre 10 e 12 anos são usuários ativos do álcool.

Em várias missas que acompanhei ministrada pelo vigário paroquial Frei Francisco Bezerra, cujo assunto foi sobre o alcoolismo, ele fazia uma observação que jugo substancial na entrada dessa droga lícita no ambiente familiar. O Frei dizia que o nome cerveja – no diminutivo cervejinha –, tirava o foco das conseqüências que o álcool produz caso seja ingerido em excesso e sem moderação. Segundo sua reflexão, a palavra no diminutivo transforma o ato de beber em algo cômico. “Um golinho, umazinha, rapidinha, quando você se der conta já está no fundo do poço”, alertou.
Segundo dados da Secretaria Nacional Antidrogas (Senad), aos 12 anos de idade, quase 13% dos estudantes brasileiros já usaram algum tipo de droga ilícita pelo menos uma vez, e 7% experimentaram cigarros. Mas a droga que ainda faz mais sucesso entre os jovens brasileiros continua sendo o álcool. O quinto levantamento nacional sobre consumo de drogas entre estudantes, preparado pela instituição mostrou que, dos 48.155 jovens que participaram da pesquisa, 41% já tinham usado bebidas alcoólicas entre os 10 e 12 anos. Aos 18 anos, 81% deles já haviam bebido.
O álcool também é a droga de uso mais freqüente entre os jovens e foi considerado pelos pesquisadores um "grande problema de saúde pública". Entre os entrevistados, 11,7% afirmaram que faziam uso freqüente de bebidas alcoólicas - no mínimo seis vezes por mês - e 6,7%, uso pesado (pelo menos 20 dias por mês). Outro dado que assusta é da Organização Mundial de Saúde, é que as drogas ilícitas respondem por 0,8% dos problemas de saúde em todo o mundo, enquanto o cigarro e o álcool, juntos, são responsáveis por 8,1% desses problemas. No tratando de Brasil, a capital baiana se destaca com maior percentual de consumo abusivo de álcool entre a população entrevistada, seguida de Belém (PA) e Palmas (TO). O menor percentual foi verificado em Curitiba (PR).
Há uma série de números que impressionam e listadas aqui não caberiam, no entanto o problema nunca será algo impossível de se combater. A família sempre será um dos grandes pilares da reeducação e prevenção desse mal que vem destruindo jovens e adultos de forma desleal e prematura. A educação dos filhos é uma das tarefas mais importantes que os pais podem realizar. Hoje em dia, o incentivo ao uso do álcool e de outras drogas dentro da própria família é muito grande. É necessário medidas que impeçam a banalização dessa droga. Em casa a melhor forma de combate é o exemplo, que arrasta multidões.

Por Uilson Vitor

sábado, 24 de julho de 2010

17º Domingo Comum: Evangelho (Lucas 11,1-13)

1Jesus estava rezando num certo lugar. Quando terminou, um dos seus discípulos pediu-lhe: “Senhor, ensina-nos a rezar, como também João ensinou a seus discípulos”.
2Jesus respondeu: “Quando rezardes, dizei: ‘Pai, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. 3Dá-nos a cada dia o pão de que precisamos, 4e perdoa-nos os nossos pecados, pois nós também perdoamos a todos os nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação’”
5E Jesus acrescentou: “Se um de vós tiver um amigo e for procurá-lo à meia-noite e lhe disser: ‘Amigo, empresta-me três pães, 6porque um amigo meu chegou de viagem e nada tenho para lhe oferecer’, 7e se o outro responder lá de dentro: ‘Não me incomodes! Já tranquei a porta, e meus filhos e eu já estamos deitados; não me posso levantar para te dar os pães’; 8eu vos declaro: mesmo que o outro não se levante para dá-los porque é seu amigo, vai levantar-se ao menos por causa da impertinência dele e lhe dará quanto for necessário.
9Portanto, eu vos digo: pedi e recebereis; procurai e encontrareis; batei e vos será aberto. 10Pois quem pede, recebe; quem procura, encontra; e, para quem bate, se abrirá.
11Será que algum de vós, que é pai, se o filho lhe pedir um peixe, lhe dará uma cobra? 12Ou ainda, se pedir um ovo, lhe dará um escorpião?
13Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do Céu dará o Espírito Santo aos que o pedirem!”

sexta-feira, 23 de julho de 2010

CATÓLICOS PERGUNTAM: Qual a importância da família?

Talvez pensemos que no conjunto dos problemas deste grande país, a vida de um pai e de uma mãe tenha pouca importância. Porém, deveríamos estar convencidos de que neste pequeno conjunto que forma a família, o pai e a mãe são pessoas fundamentais, elementos insubstituíveis e decisivos.
No desígnio de Deus, Criador e Redentor, a família descobre não só sua identidade, mas também o que pode e deve fazer. A família tem a missão de ser cada vez mais uma comunidade de vida e amor. Para realizar essa missão, é necessário um clima de boa comunicação e união de propósitos entre o marido e a mulher, e uma cuidadosa cooperação dos dois na educação dos filhos.
É preciso dizer que a essência e a missão da família são definidas, em última instância, pelo amor. Por isso a família recebe a missão de guardar, revelar e comunicar o amor, como reflexo vivo e participação real do amor de Deus pela humanidade e do amor de Cristo pela igreja, sua esposa. A família é o lugar onde os seres humanos extraem as suas maiores virtudes e forma seu caráter. Por isso, num ambiente familiar deve haver a presença do Pai Celestial que apazigua toda situação de desespero e nutre de paz o lar.
Se todo o ser humano soubesse o quanto a oração diária ajuda no desenvolvimento familiar a tinha como atividade prioritária. A oração remedia a alma. A casa que prolifera o nome de Jesus e o tem como companheiro e amigo de todas as horas, nunca desanima, pois o Cordeiro de Deus ajuda a todos que a ele se apega clamor e perseverança.

Por Joselina Ferreira

quinta-feira, 22 de julho de 2010

PARA REFLETIR: O poder das palavras.

Quantos de nós falamos palavras com energia negativa diariamente? Chateados, enraivados, com ódio, ou furiosos, em circunstâncias ruins e, mesmo nas mais agradáveis, nos apegamos aos estigmas negativos que nos rodeiam e a eles, na maioria das vezes, nos tornamos escravos. “Que diabo!”, “esse menino é um capetinha”, “vá pro inferno”, “eu sou o cão chupando manga”, “que desgraça!”, “que droga!”, “o diabo que o carregue”, “fulana é uma víbora...”, as costumeiras palavras nos deixam mais empolgados, dando-nos fôlego e sem perceber perdermos a santa paz que paira em nossos corações.
Comumente somos nós próprios que atraímos os maus fluídos para nossas vidas. As coisas começam a não dar certo por determinados períodos e não achamos explicação. O que pronunciamos pode causar estragos para a gente e para os outros. Em muitas discussões entre mãe (ou pai) com o filho, o que mais se ouve são os palavrões – o que gera a falta de respeito entre eles. Os insultos enfurecem aqueles que estão sendo agredidos verbalmente, desencadeando sentimentos, na maioria das vezes difíceis de controlar. Situações não muito diferentes acontecem com vizinhos, amigos, parentes, ou desconhecidos em qualquer ambiente. Não conseguimos parar, é mais forte que nós mesmos porque mexe com o nosso sistema nervoso. Perdemos a capacidade de controle, o uso da razão, a noção de tempo e espaço, e com isso criamos expressões e ditos muitas vezes jocosos.
Uma palavra dita sem pensar pode trazer consequências desagradáveis e ainda despertar algo mais perigoso: a ira e o ódio. A ira é um sentimento breve, enquanto o ódio pode durar até uma vida inteira. Apesar disso, num ataque de ira, somos passiveis de cometer erros até mais graves que as vinganças movidas pelo ódio, o seu poder pode estimular os ímpetos maléficos de uma pessoa, além de ser um dos sete pecados capitais.
A palavra tem poder, ela pode abençoar e amaldiçoar. Por isso devemos ter cuidado e medir o que falamos. O instinto é mais rápido, mas a sabedoria é a arma mais correta. Devemos usá-la sem moderação. Isso me lembra o trecho de uma música da cantora gospel Fernanda Brum que diz: “Então tenha, cuidado com sua boca, cuidado com sua língua, cuidado com o que falar. Então diga palavras de consolo, palavras que transmitam o amor de Jesus”.

Por Mônica Valle

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Famílias em colapso: e daí, o que temos com isso? CONTINUAÇÃO

Depressão

A Pastoral da Família já visitou somente este ano, de janeiro a junho, mais de 300 famílias com dificuldades de relacionamento e em quase todas elas o quadro era depressivo. Tia Rosa estima que 60% das famílias candeienses passem por essa situação. “A igreja está dando sua parcela de contribuição. Nosso trabalho é voluntário. Nos informamos, fazemos parcerias com psicólogos (também voluntários) e quando o caso é mais grave nós encaminhamos para o instituto da família em Salvador, bem como os dependentes químicos, que são direcionados pela Pastoral à um centro no bairro do Canela, também na capital. Os governantes precisam fazer mais “poderiam disponibilizar especialistas para que trabalhemos em conjunto unindo forças”, destaca Rosa.

Veículos de comunicação

Na opinião dela, os meios de comunicação de massa também deveriam contribuir. “Eles não abrem espaço para que divulguemos nossas ações. A família só entra em pauta quando o assunto é a perda dos valores nela gerados, mas não é bem assim. A família ainda é formadora de valores e isso deve ser explorado e noticiado. No mês de junho realizamos um encontro para casais de namorados que desejam ter uma vivência em Cristo, se importando com os valores construídos no período antes do matrimônio, mas para a mídia um assunto tão importante como esse não é relevante” finaliza a líder da Pastoral Familiar.

Por Mônica Valle

terça-feira, 20 de julho de 2010

Um problema de todos.

Mas será que esse é um problema decorrente apenas de cidades pequenas ou também das grandes? Para falar sobre o assunto o jornal “O Santuário” conversou com a líder da Pastoral Familiar de Candeias, Rosa Brito. Ela disse que a situação do município é devastadora e que em regiões maiores a situação deve ser pior. Para tia Rosa, como é conhecida, as famílias estão sem rumo, não sabem qual direção tomar. “A falta de conhecimento em Deus, os problemas conjugais e financeiros estão deixando as pessoas sem esperança. Tem família que não acredita mais em Deus”, relata tia Rosa.
O título desta reportagem faz uma pergunta sobre o que os outros, que não passam pela mesma situação, têm a ver com a história. A resposta é que falta de solidariedade e humanidade entre as pessoas contribui contundentemente nesse processo. Tia Rosa afirma que muita gente não se importa e isso implica no fortalecimento de uma grande vilã: a depressão. “A Pastoral Familiar faz visitas semanalmente nas residências de Candeias e percebemos que o quadro depressivo aumenta cada vez mais. As pessoas próximas, por sua vez, não sabem como ajudar a resolver esse problema, na verdade nem interferem. Há também outra preocupação: os filhos. Esses em grande parte dos casos, adolescentes de 13 e 14 anos, já são usuários de drogas. Os pais não sabem como lidar. Lembro-me que numa visita, um pai desesperado torceu para que seu próprio filho fosse morto pela polícia. É de dar nó na garganta, mas infelizmente a cada dia isso acontece em qualquer lugar do planeta”, desabafa a líder da Pastoral.

Continua...

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Famílias em colapso: e daí, o que temos com isso?

Dentre os diversos dramas que vivemos em nossa sociedade moderna, há um que contribui para a degradação de vários outros: a ruptura familiar. É triste assumir que num mundo cada vez mais desenvolvido estamos passando por quebras de paradigmas tão impactantes. Encontrar-se no habitual horário matinal para tomar o café da manhã com os membros da família é cada vez mais raro.As pessoas andam muito apressadas a fim de darem conta de seus afazeres cotidianos. Antes o pai saia para o trabalho, a mãe cuidava da casa e das crianças, os filhos iam à escola, faziam suas tarefas, brincavam com seus amiguinhos e todos se respeitavam, tinham confiança um no outro e conviviam. Mas essa rotina mudou com a globalização. As coisas já não são mais iguais há muito tempo. Os princípios constituídos pela família foram se perdendo ao longo dos anos, dando lugar à correria do dia-a-dia e às novas tecnologias.
As estruturas familiares estão ruindo a partir da falta de tempo, paciência, amizade e compreensão entre os envolvidos. Vive-se atualmente a individualidade, cada um por si e Deus por todos. Cruel, mas real. Os pais não têm mais respeito e atenção pelos filhos que por sua vez confronta-os com seus métodos cibernéticos, desafiando as normas e se envolvendo nas mais incrédulas confusões. A família que antes servia como base e alicerce hoje encurta o relacionamento, dando vez à falta de diálogo e de união.

Por Mônica Valle

Continua...

sábado, 17 de julho de 2010

Escolher a melhor parte

Naquele tempo, 38Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, recebeu-o em sua casa. 39Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor, e escutava sua palavra.
40Marta, porém, estava ocupada com muitos afazeres. Ela aproximou-se e disse: “Senhor, não te importas que minha irmã me deixe sozinha, com todo o serviço? Manda que ela me venha ajudar!”
41 O Senhor, porém, lhe respondeu: “Marta, Marta! Tu te preocupas e andas agitada por muitas coisas. 42Porém, uma só coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte e esta não lhe será tirada”.

Evangelho (Lucas 10,38-42)

sexta-feira, 16 de julho de 2010

quinta-feira, 15 de julho de 2010

terça-feira, 13 de julho de 2010

segunda-feira, 12 de julho de 2010

sábado, 10 de julho de 2010

“Vai e faze a mesma coisa”.

Naquele tempo, 25um mestre da Lei se levantou e, querendo pôr Jesus em dificuldade, perguntou: “Mestre, que devo fazer para receber em herança a vida eterna?”
26Jesus lhe disse: “O que está escrito na Lei? Como lês?”
27Ele então respondeu: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e com toda a tua alma, com toda a tua força e com toda a tua inteligência; e ao teu próximo como a ti mesmo!”
28Jesus lhe disse: “Tu respondeste corretamente. Faze isso e viverás”.
29Ele, porém, querendo justificar-se, disse a Jesus: “E quem é o meu próximo?”
30Jesus respondeu: “Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e caiu nas mãos de assaltantes. Estes arrancaram-lhe tudo, espancaram-no, e foram-se embora, deixando-o quase morto.
31Por acaso, um sacerdote estava descendo por aquele caminho. Quando viu o homem, seguiu adiante, pelo outro lado.
32O mesmo aconteceu com um levita: chegou ao lugar, viu o homem e seguiu adiante, pelo outro lado.
33Mas um samaritano, que estava viajando, chegou perto dele, viu e sentiu compaixão. 34Aproximou-se dele e fez curativos, derramando óleo e vinho nas feridas. Depois colocou o homem em seu próprio animal e levou-o a uma pensão, onde cuidou dele.
35No dia seguinte, pegou duas moedas de prata e entregou-as ao dono da pensão, recomendando: ‘Toma conta dele! Quando eu voltar, vou pagar o que tiveres gasto a mais’”.
E Jesus perguntou:
36“Na tua opinião, qual dos três foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?”
37Ele respondeu: “Aquele que usou de misericórdia para com ele”.
Então Jesus lhe disse: “Vai e faze a mesma coisa”.


Evangelho (Lucas 10,25-37)
"ORAÇÃO A VIRGEM MÃE DE DEUS DAS CANDEIAS"

Virgem Santíssima, Mãe de Deus das Candeias
Vós que pelos merecimentos de vosso filho Onipotente, tudo alcançais em benefício dos pecadores de quem sois igualmente Senhora e Mãe. Vós que não desprezeis as súplicas humanas, nem a elas fechais o vosso compassivo e misericordioso coração: iluminai-me na estrada da vida, encaminhai os meus passos e as minhas ações para o verdadeiro bem. Livrai me de todos os perigos a que está exposta a minha fraqueza; defendei-me dos meus inimigos, todos os dias de minha vida, enquanto não me virdes já salvo no céu a agradecer-vos e louvar-vos. E depois de todos estes benefícios da vossa clemência nesta vida, conduzi a minha alma para a morada dos anjos, onde estais com Jesus Cristo, Nosso Senhor, que vive e reina por todos os séculos dos séculos.
Amém.