E Maria disse: Minha alma glorifica ao Senhor, Meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador,porque olhou para sua pobre serva. Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso e cujo nome é Santo. (Lc 1,47-49)

sábado, 27 de fevereiro de 2010

II Domingo da Quaresma



Naquele tempo, 28bJesus levou consigo Pedro, João e Tiago, e subiu à montanha para rezar. 29Enquanto rezava, seu rosto mudou de aparência e sua roupa ficou muito branca e brilhante.
30Eis que dois homens estavam conversando com Jesus: eram Moisés e Elias. 31Eles apareceram revestidos de glória e conversavam sobre a morte, que Jesus iria sofrer em Jerusalém.
32Pedro e os companheiros estavam com muito sono. Ao despertarem, viram a glória de Jesus e os dois homens que estavam com ele.
33E, quando estes dois homens se iam afastando, Pedro disse a Jesus: “Mestre, é bom estarmos aqui. Vamos fazer três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias”. Pedro não sabia o que estava dizendo.
34Ele estava ainda falando, quando apareceu uma nuvem que os cobriu com sua sombra. Os discípulos ficaram com medo ao entrarem dentro da nuvem.
35Da nuvem, porém, saiu uma voz que dizia: “Este é o meu Filho, o Escolhido. Escutai o que ele diz!”
36Enquanto a voz ressoava, Jesus encontrou-se sozinho. Os discípulos ficaram calados e naqueles dias não contaram a ninguém nada do que tinham visto.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

sábado, 20 de fevereiro de 2010

1º Domingo da Quaresma: "Não só de pão vive o homem"



Naquele tempo, 1Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão, e, no deserto, ele era guiado pelo Espírito. 2Ali foi tentado pelo diabo durante quarenta dias. Não comeu nada naqueles dias e, depois disso, sentiu fome. 3O diabo disse, então, a Jesus: “Se és Filho de Deus, manda que esta pedra se mude em pão”. 4Jesus respondeu: “A Escritura diz: ‘Não só de pão vive o homem’”
5O diabo levou Jesus para o alto, mostrou-lhe por um instante todos os reinos do mundo 6e lhe disse: “Eu te darei todo este poder e toda a sua glória, porque tudo isto foi entregue a mim e posso dá-lo a quem eu quiser. 7Portanto, se te prostrares diante de mim em adoração, tudo isso será teu”.
8Jesus respondeu: “A Escritura diz: ‘Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás’”.
9Depois o diabo levou Jesus a Jerusalém, colocou-o sobre a parte mais alta do Templo e lhe disse: “Se és Filho de Deus, atira-te daqui abaixo! 10Porque a Escritura diz: ‘Deus ordenará aos seus anjos a teu respeito, que te guardem com cuidado!’ 11E mais ainda: ‘Eles te levarão nas mãos, para que não tropeces em alguma pedra’”.
12Jesus, porém, respondeu: “A Escritura diz: ‘Não tentarás o Senhor teu Deus’”.
13Terminada toda a tentação, o diabo afastou-se de Jesus, para retornar no tempo oportuno.

Evangelho (Lucas 4,1-13)

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

O que é a Quaresma


Nós cristãos celebramos todo ano a festa da Páscoa: a morte e a ressurreição de Jesus e também a nossa. É a maior de todas as festas. A mais importante... Grande demais para ser preparada em apenas três dias ou uma semana. Por isso, estendemos a sua preparação para quarenta dias. Daí Quaresma, período de quarenta dias, que vai da quarta-feira de cinzas até a quinta-feira santa pela manhã.

Os textos litúrgicos que rezamos durante o tempo da Quaresma são belíssimos e nos conduzem ao verdadeiro espírito deste “tempo favorável”. Poderia citar muitos mas o espaço do artigo não me permite. Cito portanto apenas o Prefácio da Quaresma V (Missal Romano, pág. 418) como síntese de toda esta riqueza:

“Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação louvar-vos, Pai santo, rico em misericórdia, e bendizer vosso nome, enquanto caminhamos para a Páscoa, seguindo as pegadas de Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, mestre e modelo da humanidade, reconciliada e pacificada no amor.

Vós reabris para a Igreja, durante a Quaresma, a estrada do Êxodo, para que ela, aos pés da montanha sagrada, humildemente toma consciência de sua vocação de povo da aliança. E, celebrando vossos louvores, escute vossa Palavra e experimente os vossos prodígios.

Por isso, olhando com alegria esses sinais de salvação, unidos aos anjos e aos santos, entoamos o vosso louvor, cantando a uma só voz:”

Podemos encontrar neste Prefácio todos os elementos que caracterizam não só a liturgia deste Tempo, mas especialmente a sua teologia, a sua espiritualidade e a sua pastoral. Voltamo-nos para Deus, “Pai Santo, rico em misericórdia”; relembramos a grande experiência do Êxodo, da Aliança, da libertação e da nova terra; assumimos nossa atitude de povo peregrino, ouvintes da Palavra, povo amado e escolhido por Deus; nosso modelo é Cristo, cuja morte e ressurreição celebramos de forma mais intensa neste tempo. Enfim, a Quaresma é um “sinal de salvação” ou, numa expressão usada num artigo de Dom Manoel João Francisco, “sacramento anual de reconciliação”.

Fonte: CNBB

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Campanha da Fraternidade 2010



O tema deste ano será "Fraternidade e Economia". O lema: "Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro" (Mt 6,24), escolhido no ano passado. A Campanha da Fraternidade 2010 será ecumênica e estará aberta à participação de todas as denominações cristãs. Esta é a terceira Campanha da Fraternidade Ecumênica. As outras foram realizadas em 2000 e em 2005. Tradicionalmente, durante a quaresma, são arrecadadas doações. Os recursos serão destinados para fundos solidários que promovem o desenvolvimento de grupos e comunidades, mobilizados para buscar seu desenvolvimento local e autonomia, através de iniciativas de Economia Solidária. Nas igrejas, será distribuída uma cartilha com informações detalhadas da campanha.

Quarta-feira de cinzas.



A quarta-feira de cinzas é o primeiro dia da Quaresma no calendário cristão ocidental. As cinzas que os cristãos católicos recebem neste dia é um símbolo para a reflexão sobre o dever da conversão, da mudança de vida, recordando a passageira, transitória, efêmera fragilidade da vida humana, sujeita à morte.

Ela ocorre quarenta dias antes da Páscoa sem contar os domingos ( que não são incluídos na Quaresma); ela ocorre quarenta e seis dias antes da Sexta-feira Santa contando os domingos. Seu posicionamento varia a cada ano, dependendo da data da Páscoa. A data pode variar do começo de fevereiro até à segunda semana de março.

Alguns cristãos tratam a quarta-feira de cinzas como um dia para se lembrar a mortalidade da própria mortalidade. Missas são realizadas tradicionalmente nesse dia nas quais os participantes são abençoados com cinzas pelo padre que preside à cerimónia. O padre marca a testa de cada celebrante com cinzas, deixando uma marca que o cristão normalmente deixa em sua testa até ao pôr do sol, antes de lavá-la. Esse simbolismo relembra a antiga tradição do Médio Oriente de jogar cinzas sobre a cabeça como símbolo de arrependimento perante Deus (como relatado diversas vezes na Bíblia). No Catolicismo Romano é um dia de jejum e abstinência
.

sábado, 13 de fevereiro de 2010

6º Domingo do Tempo Comum



Naquele tempo, 17Jesus desceu da montanha com os discípulos e parou num lugar plano. Ali estavam muitos de seus discípulos e grande multidão de gente de toda a Judeia e de Jerusalém, do litoral de Tiro e Sidônia. 20E, levantando os olhos para os seus discípulos, disse: “Bem-aventurados vós, os pobres, porque vosso é o Reino de Deus!21Bem-aventurados vós, que agora tendes fome, porque sereis saciados!Bem-aventurados vós, que agora chorais, porque havereis de rir!22Bem-aventurados sereis, quando os homens vos odiarem, vos expulsarem, vos insultarem e amaldiçoarem o vosso nome, por causa do Filho do Homem! 23Alegrai-vos, nesse dia, e exultai, pois será grande a vossa recompensa no céu; porque era assim que os antepassados deles tratavam os profetas.24Mas, ai de vós, ricos, porque já tendes vossa consolação!25Ai de vós, que agora tendes fartura, porque passareis fome!Ai de vós, que agora rides, porque tereis luto e lágrimas!26Ai de vós, quando todos vos elogiam! Era assim que os antepassados deles tratavam os falsos profetas”.
Evangelho


(Lucas 6,17.20-26)

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

O verdadeiro sentido do Carnaval


O carnaval é uma festa antiga, uma tradição, diferente do que é hoje esta festa preparava o povo para o início da Quaresma. O povo se juntava para festejar a chegada de uma época nova. Despedia-se do tempo de comer bastante carne e preparava-se para um tempo de jejum e penitência. Era uma manifestação humana, ligada também a costumes pagãos o que mostra que o ser humano sempre foi inclinado às coisas da carne, às coisas do corpo. *

Era costume abster-se de carne nos 40 dias da Quaresma, por isso o Carnaval era uma espécie de festival, de despedida daquilo que os homens ficariam privados durante este período. *

Certamente isso influenciou o pensamento atual de que no “Carnaval pode-se tudo”. Tudo fica liberado. Bebida, drogas, sexo. Quantas pessoas nós conhecemos que se machucaram profundamente porque se excederam nos dias de Carnaval. Quantas marcas deixadas por relacionamentos imaturos, liberalidades, uso de drogas, excessos na bebida.

Felizmente, vemos crescer a cada dia o número de Retiros, Acampamentos e Eventos Religiosos que atraem multidões de jovens. É Deus que vem em socorro dos seus! Vem para alimentar a alma e não o corpo. Vem para preparar para o tempo da Quaresma, tempo de revisão de vida, de recomeço, de conversão.


http://www.carmelitasmensageiras.com.br/busca_detalhes.asp?codConteudo=803&texto=retiro

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Já é hora de despertar!!!!




Isso é tanto mais importante porque sabeis em que tempo vivemos. Já é hora de despertardes do sono. A salvação está mais perto do que quando abraçamos a fé.
A noite vai adiantada, e o dia vem chegando. Despojemo-nos das obras das trevas e vistamo-nos das armas da luz.
Comportemo-nos honestamente, como em pleno dia: nada de orgias, nada de bebedeira; nada de desonestidades nem dissoluções; nada de contendas, nada de ciúmes.

Rm 13,11-13

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Somos pescadores de Cristo..



“Avança para águas mais profundas, e lançai vossas redes para a pesca”.



sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

"ORAÇÃO A VIRGEM MÃE DE DEUS DAS CANDEIAS"

Virgem Santíssima, Mãe de Deus das Candeias
Vós que pelos merecimentos de vosso filho Onipotente, tudo alcançais em benefício dos pecadores de quem sois igualmente Senhora e Mãe. Vós que não desprezeis as súplicas humanas, nem a elas fechais o vosso compassivo e misericordioso coração: iluminai-me na estrada da vida, encaminhai os meus passos e as minhas ações para o verdadeiro bem. Livrai me de todos os perigos a que está exposta a minha fraqueza; defendei-me dos meus inimigos, todos os dias de minha vida, enquanto não me virdes já salvo no céu a agradecer-vos e louvar-vos. E depois de todos estes benefícios da vossa clemência nesta vida, conduzi a minha alma para a morada dos anjos, onde estais com Jesus Cristo, Nosso Senhor, que vive e reina por todos os séculos dos séculos.
Amém.