E Maria disse: Minha alma glorifica ao Senhor, Meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador,porque olhou para sua pobre serva. Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso e cujo nome é Santo. (Lc 1,47-49)

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

sábado, 28 de agosto de 2010

22º Domingo Comum

1Aconteceu que, num dia de sábado, Jesus foi comer na casa de um dos chefes dos fariseus. E eles o observavam. 7Jesus notou como os convidados escolhiam os primeiros lugares. Então contou-lhes uma parábola:
8“Quando tu fores convidado para uma festa de casamento, não ocupes o primeiro lugar. Pode ser que tenha sido convidado alguém mais importante do que tu, 9e o dono da casa, que convidou os dois, venha te dizer: ‘Dá o lugar a ele’. Então tu ficarás envergonhado e irás ocupar o último lugar.
10Mas, quando tu fores convidado, vai sentar-te no último lugar. Assim, quando chegar quem te convidou, te dirá: ‘Amigo, vem mais para cima’. E isto vai ser uma honra para ti diante de todos os convidados. 11Porque quem se eleva, será humilhado e quem se humilha, será elevado”.
12E disse também a quem o tinha convidado: “Quando tu deres um almoço ou um jantar, não convides teus amigos, nem teus irmãos, nem teus parentes, nem teus vizinhos ricos. Pois estes poderiam também convidar-te e isto já seria a tua recompensa. 13Pelo contrário, quando deres uma festa, convida os pobres, os aleijados, os coxos, os cegos. 14Então tu serás feliz! Porque eles não te podem retribuir. Tu receberás a recompensa na ressurreição dos justos”.

Evangelho (Lucas 14,1.7-14)

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

sábado, 21 de agosto de 2010

21º Domingo Comum: Evangelho (Lucas 13,22-30)

Naquele tempo, 22Jesus atravessava cidades e povoados, ensinando e prosseguindo o caminho para Jerusalém. 23Alguém lhe perguntou: “Senhor, é verdade que são poucos os que se salvam?”
Jesus respondeu: 24“Fazei todo esforço possível para entrar pela porta estreita. Porque eu vos digo que muitos tentarão entrar e não conseguirão. 25Uma vez que o dono da casa se levantar e fechar a porta, vós, do lado de fora, começareis a bater, dizendo: ‘Senhor, abre-nos a porta!’
Ele responderá: ‘Não sei de onde sois’.
26Então começareis a dizer: ‘Nós comemos e bebemos diante de ti, e tu ensinaste em nossas praças!’
27Ele, porém, responderá: “Não sei de onde sois. Afastai-vos de mim, todos vós, que praticais a injustiça!’
28Ali haverá choro e ranger de dentes, quando virdes Abraão, Isaac e Jacó, junto com todos os profetas no Reino de Deus, e vós, porém, sendo lançados fora. 29Virão homens do oriente e do ocidente, do norte e do sul, e tomarão lugar à mesa no Reino de Deus. 30E assim há últimos que serão primeiros, e primeiros que serão últimos

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

A selvageria humana

Nos últimos dois anos vivenciamos episódios macabros em relação à violência, onde pessoas estão sujando suas mãos para cometerem crimes contra o outro buscando resolver seus problemas de forma mais rápida e eficaz. Casos de assassinatos covardes, de mulheres espedaçadas, corpos mutilados e desaparecidos, corpos jogados dentro do rio, túneis interditados violados por adolescentes inescrupulosos que atropelam e matam sem prestar socorro, polícia recebendo propina para alterar fatos… é lixo demais pra se conviver!
Situações famosas que cai sobre o colo dos brasileiros demonstrando uma nova e triste forma de se eliminar alguém. Esses são os casos de repercussão nacional, no entanto, bem perto de nós temos casos diferentes, mas o destino é o mesmo: ou alguém morre, ou você destrói a vida de alguém. Como se diferencia a dor de uma mãe famosa que perdeu seu filho em um túnel, de uma mãe que mora no município de Candeias no bairro do Ouro Negro que também perdeu seu filho com a doença da meningite tipo C? A dor é igual, mas a repercussão é bem diferente.
Certa vez ouvir uma frase que dizia: em meio à guerra tem sempre alguém chorando, em contrapartida, tem sempre alguém para vender o lenço e ganhar seu pão com a dor do próximo. Em meios a essas tragédias sociais e a visível falência da imprescindível instituição chamada família, muitas empresas patrocinadoras de canais lucram com o sofrimento alheio. Escândalos giram o capital. O sangue dessas vítimas garante o salário do juiz, do advogado, do repórter, do apresentador... São mais comerciais vistos, isto é, mais produtos vendidos. Mais empregos: Médios, policiais, coveiros, técnicos de áudio... Mais discursos políticos... Por falar em políticos, candeienses preparem seus ouvidos para escutar: “fulano não fez isso, Beltrano não fez aquilo”, todavia, o jovem Rafael (19) filho da mulher do Ouro Negro já morreu por falta da vacina que o governo do estado não encaminhou para região metropolitana. Iaí o que fazer?
O maior medo que tenho de tudo isso, é que os seres humanos estão se imunizando com esses fatos. Ninguém mais se surpreende com essas tristes ações, nem mesmo os próprios acusados de terem cometidos o cujo delito. O goleiro Bruno no último depoimento saiu rindo e dizendo que ainda vai rir muito de tudo isso, ameaçando ainda processar o estado por danos a sua imagem. Alexandre Nardoni não derramava uma lágrima sequer em meio ao desdobramento do assassinato de sua própria filha. O ex-namorado de Mercia jura que nada fez!
E para emplacar de vez o novo espírito selvagem de alguns muitos brasileiros, um cidadão resolve no longínquo município de Belfort Roxo, Rio de Janeiro, derramar dois litros de gasolina em cima do cavalo e atear fogo para se deslumbrar da real cena do animal agonizando até a morte para saciar sua sede de bel prazer. Ainda bem que o pobre cavalinho se salvou, foi apelidado como queimadinho, e o insolente que fez isso deve ter ganhado o apelido de “miseravão”, ou até mesmo, quem sabe, de animal sem colocar entre aspas.
Dizem que hoje em dia o brasileiro só derrama uma lágrima quando é partida de futebol. Se meu time for campeão, ótimo! O resto que se dane. Se o time for rebaixado para uma série inferior, o mundo acabou pra mim. Ao tentar explicar o porquê dessa nova tendência selvagem que o homem estar se tornando em pleno século XXI, diante de tudo isso que relatei, a resposta é bem simples: esqueceram Jesus de Nazaré!

Por Uilson Vitor

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Olhar além do que se vê

É engraçado como passamos despercebidos diante das maravilhas da natureza que estão visíveis aos nossos olhos, um sinal típico de pessoas modernas que têm seu tempo ocupado com muitas tarefas. Compreendo que às vezes é difícil perceber algo especial já que temos o tempo tão corrido, mas posso garantir que a vida se torna bem melhor quando damos valor aos belos e mínimos detalhes que nos são proporcionados, todos os dias e em todos os ambientes.
Semana passada faltou energia na cidade e por acaso era noite de lua cheia. Minha mãe ao dar uma olhada na rua para conferir o que estava se passando, viu uma luz esplendorosa no alto, iluminando a escuridão, abobada disse: “nunca vi a lua tão bonita assim!”. Pegou sua câmera e me pediu para filmar o espetáculo. Realmente, pensei, estava linda, digna de aplausos. Mas também avaliei que a lua tem sua fase cheia em todos os meses e poucas são as pessoas que param para contemplá-la.
O exemplo da lua é suficiente para refletirmos sobre o que realmente damos importância nesta vida. É um exemplo básico, mas poderíamos citar outros: a luz do sol nas manhãs ensolaradas; um jardim de belas flores na beira da estrada; um passarinho na janela de casa; uma revoada de pombos, ou o vento no inicio da tarde depois do almoço. O diferente é tão comum que às vezes não percebemos a beleza de uma árvore num caminho no qual passamos todos os dias.
Essas atrações fazem parte da vida, a gente opta sobre o que devemos fazer. Temos milhares de razões para sermos felizes sempre. A felicidade não depende das coisas nem das pessoas, mas no que há dentro de nós. No que conseguimos enxergar. Não adianta o sol ter um brilho intenso, ou a tarde estar maravilhosa. Se em nossa alma tiver qualquer cisco, não conseguiremos ver a beleza constante que há ao nosso redor. É necessário aprendermos a enxergar com os olhos do coração. Atentos também aos outros. Ao detalhe do olhar, do sorriso ou de um gesto, mesmo que seja mínimo, mas atencioso.

Por Mônica Valle

sábado, 14 de agosto de 2010

Vocação: Tudo por amor!!

Catecismo

Para tanto, de acordo com o Catecismo da Igreja, existem alguns tipos de vocação que possibilitam á entrega de nossa vida ao amor do pai, como a conhecida vocação da castidade, que significa a integração correta da sexualidade na pessoa e, com isso, a unidade interior do homem em seu ser corporal e espiritual. Fazer valer essa vocação não é fácil, mas como em todas elas o compromisso é fundamental. Há uma vocação que precisa ser praticada todos os dias e que nós enquanto seres humanos não damos o valor necessário, é a vocação para o amor. Deus, que criou o homem por amor, também o chamou para o amor, vocação fundamental e inata de todos nós. Pois o homem foi criado á imagem e semelhança de Deus, que é amor.
Ainda há a vocação da humanidade que consiste em manifestar a imagem de Deus e ser transformada à imagem do Filho único do Pai. Esta vocação implica numa dimensão pessoal, pois um é chamado a entrar na bem-aventurança divina, mas concerne também ao conjunto da comunidade humana. Há também os que exercem a vocação de leigos consagrados, que por sua própria vocação, procuram o Reino de Deus exercendo funções temporais e ordenando-as segundo Deus.

Tudo por amor

Toda a Igreja é apostólica na medida em que, por meio dos sucessores de S. Pedro e dos apóstolos, permanece em comunhão de fé e de vida com sua origem. Toda a Igreja é apostólica na medida em que é ‘enviada’ ao mundo inteiro; todos os membros da Igreja, ainda que de formas diversas, participam deste envio. Essa missão é chamada de vocação para o apostolado, a atividade que tende a estender o reino de Cristo a toda a terra.
A vocação para o matrimônio está inscrita na própria natureza do homem e da mulher, conforme descreve o livro de Gênesis: “Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a”. (Gn 1,28). O amor de Deus precisa ser semeado nas famílias para que a vocação seja cumprida.
E por fim, a Vocação Sacerdotal, que consiste naqueles que recebem o sacramento da Ordem e são consagrados para ser, em nome de Cristo, os pastores da Igreja. A Ordem é o sacramento graças ao qual a missão confiada por Cristo a seus Apóstolos continua sendo exercida na Igreja. São eles que ajudam com sua sabedoria a disseminar a semente do amor do pai na terra e levam consigo a certeza de um reino melhor, afim de que nos convertamos e acreditemos nas promessas de Deus.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A vocação como instrumento para seguir Cristo

Foi realizado no ultimo dia 25 de julho o Encontro Vocacional organizado pelas irmãs Franciscanas da Ordem dos Frades Menores, em Candeias, com o tema “A Alma Missionária”. O objetivo foi fazer com que os jovens refletissem sobre seu futuro e tomassem uma decisão; o encontro foi composto de orações, dinâmicas e a pregações de integrantes da Comunidade Verbo de Vida – situada em Lauro de Freitas. Durante as apresentações, foram abordados personagens bíblicos como Abraão e Samuel que, contemplados com uma obra de transformação, proclamaram as bem-aventuranças divinas.
Todos nós nascemos com uma vocação que Deus nos dá, de acordo com a nossa necessidade. Mas é necessário ouvir o que Ele nos fala quando fazemos a pergunta: Senhor, o que queres que eu faça? A nossa vocação é revelada através do Espírito Santo, na oração, do jejum, no anúncio do Evangelho, na Sagrada Eucaristia e, principalmente, através do Sacramento do Crisma. Pois através dele, somos capacitados para seguir nossa missão como construtores do reino de Deus.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Algumas fotos do 1º Abraço do Pai !!!!

Realizado no dia 08 de Agosto de 2010, o 1º Abraço do Pai contou com as participações especiais da Banda Alto Louvor e Pe Cleidimar Moreira.

Banda Alto Louvor


Pe Cleidimar Moreira


Confira essas e mais fotos no Site da Paróquia http://www.santuariodecandeias.com.br e no ORKUT da PASCOM.

sábado, 7 de agosto de 2010

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Novena em Honra a Nossa Srª Virgem dos Pobres

De 05 a 14 de Agosto
Na comunidade do Malembá!!!
As 19hs




ORAÇÃO À NOSSA SENHORA DOS POBRES

Ó Maria, Virgem dos Pobres, mãe de Deus e mãe da Igreja,
vós conheceis o projeto do Pai,
para todos homens e mulheres e sabeis o que Deus quer de mim.
Intercedei junto ao Senhor,
a fim de que eu siga os seus caminhos,
em verdadeira justiça e santidade.
Em vossas mãos mãe querida, eu consagro minha vida e inteiramente,
todo meu ser. Abençoai minha disposição de vos seguir.
Que, eu sempre, convosco possa dizer:
“Faça-se em mim, Senhor, segundo a vossa vontade”.
Amém.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Novenário em Honra a São Maximiliano!!

De 05 a 14 de Agosto
Na comunidade da Urbis II, Candeias-Ba
as 19hs!!!

“Ó Deus, que inflamastes São Maximiliano Maria Kolbe, presbítero e mártir, com amor à Virgem e lhe destes grande zelo pastoral e dedicação ao próximo, concedei-nos, por sua intercessão, que trabalhemos intensamente pela vossa glória no serviço ao próximo, para que nos tornemos semelhantes ao vosso Filho até a morte.”



Por Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
"ORAÇÃO A VIRGEM MÃE DE DEUS DAS CANDEIAS"

Virgem Santíssima, Mãe de Deus das Candeias
Vós que pelos merecimentos de vosso filho Onipotente, tudo alcançais em benefício dos pecadores de quem sois igualmente Senhora e Mãe. Vós que não desprezeis as súplicas humanas, nem a elas fechais o vosso compassivo e misericordioso coração: iluminai-me na estrada da vida, encaminhai os meus passos e as minhas ações para o verdadeiro bem. Livrai me de todos os perigos a que está exposta a minha fraqueza; defendei-me dos meus inimigos, todos os dias de minha vida, enquanto não me virdes já salvo no céu a agradecer-vos e louvar-vos. E depois de todos estes benefícios da vossa clemência nesta vida, conduzi a minha alma para a morada dos anjos, onde estais com Jesus Cristo, Nosso Senhor, que vive e reina por todos os séculos dos séculos.
Amém.